Arteterapia

 

A arteterapia nada mais é do que uma disciplina híbrida cujas bases residem nas mais variadas formas de arte e também da psicologia, sendo uma forma de terapia que procura aliar e extrair o que há de melhor, tanto nas artes de um modo geral, quanto na psicologia.

O arteterapeuta costuma usar elementos da música, da pintura, do desenho e de outras atividades lúdicas para catalisar sentimentos, procurando dar ao indivíduo totais condições para que ele consiga extravasar tudo que o impede de desenvolver melhor seu autoconhecimento, é um tratamentos direcionados a pessoas de praticamente todas as idades, com resultados para lá de satisfatórios, o que torna esta terapia complementar cada vez mais apreciada e recomendada para tratamentos psicológicos.

"Conheças todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana - Carl Gustav Jung".

O arteterapeuta é um facilitador no processo de transformação da pessoa. O profissional atua como o guia do processo, ou seja, não tem o poder de mudar as pessoas, mas tem o poder de proporcionar os recursos e materiais para as intenções criativas de cada uma delas com o intuito de que as transformações possam acontecer.

As atividades que são desenvolvidas por meio da arteterapia não são submetidas a julgamento pertinentes aos padrões estéticos formais. É arte pela arte e ela por si só já é transformadora. As intervenções de arteterapia são envolvidas pela predominância do não verbal, ou seja, o arteterapeuta na sua intervenção, utiliza a palavra de forma não abusiva ao longo do desenvolvimento dos processos expressivos, pois este falar compulsivamente pode dificultar o aprofundamento da psique. Somente após o término da atividade expressiva que a palavra pode ser empregada com mais produtiva, com a finalidade de expressar as vivências subjetivas com mais profundidade. Através deste trabalho a pessoa vai se apropriando dos seus próprios conteúdos, conhecendo a si mesma e se tornando assim um sujeito ativo do processo terapêutico.